Quando Cortar

Bom... já havia previsto que depois do carnaval eu precisaria cortar o cabelo. Meu raciocínio foi: férias + carnaval = corte! E por que? Porque o cabelo desanda geral. Por mais que a gente tenha cuidado (o que no meu caso, acontece muito por acaso nessas situações), sempre muda e pra pior. 


E é aquilo, meus bens. Cabelo quando desanda, nem Jesus encaminha. Por isso o corte é fundamental.

Não acontece só no caso de exposição ao sol, praia e afins. Viu que você trata, faz tudo certinho, usa os produtos legais, mas o cabelo não dá resultado? Fique atenta quando foi o último corte. Existe uma  grande possibilidade de ser esse o causador do "ruim". 
O meu último corte foi em novembro. Geralmente corto de 3 a 4 meses.

Fiz uma super análise da minha cabeleira. Tirei fotos nos estágios:
- úmido com finalizadores;
- crocante (seco sem amassar);
- seco (seco amassado).

Vamos as fotos:

Da esquerda para a direita: úmido - crocante - seco
Vejam como o cabelo não fica mais com aquele cacheado legal. A parte de cima tem partes bem indefinidas, o que chamo de farofenta. Reparem que as pontas já estão bem claras e com os fios bem espaçados. 
A foto abaixo é um zoom das pontas secas, com o cabelo seco.

É...tá na hora de cortar.
O corte do meu cabelo é bem irregular. A Mônica corta ele em camadas, repicado, o que deixa bem soltinho. Agora que ele está fora do corte, ele fica com aspecto pesadão, sem um degradê bonito.

Lado esquerdo. Da esquerda para a direita: úmido - crocante - seco
A parte do meu cocurutu é a mais rebelde de todas! Daquela que não absorve nem água. O pingo passa direto (ok, exagero, mas é quase isso). Nessas épocas ele fica pior. Olhem como ele fica farofento, mais claro que o resto do cabelo.

Lado direito. Da esquerda para a direita: úmido - crocante - seco
Esse é o meu lado mais obediente. Plim!

Parte de trás. Da esquerda para a direita: úmido - crocante - seco
Bom pra gente ver como o cabelo encolhe, né? rs...
É amigas, pra ter cabelo no meio das costas, já sabe: mira lá no joelho.
Aqui dá pra ver o quanto ele está despontado. Tudo bem que cada cacho encolhe de um jeito e que ter cabelo cacheado certinho, só no estilo abajur (fujam!). Dá pra reparar que tem várias pontinhas bem claras quando seco. Essas estão bem ressecadinhas e não há hidratação que dê jeito.

Já marquei a Mônica para semana que vem. Até lá continuo com as minhas hidratações e produtos mega power para domar o rebelde.

Veja se está na hora de cortar.
É difícil, eu sei... mas a diferença no up capilar vale a pena!

Será que semana que vem rola o sorteio???????
Tha-rãn!!!
Aguardemmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!!

Bom final de semana!

Beijos!

Compartilhe:

Sobre a Crespa

Claudia Montelage é cantora, botafoguense, libriana, sócia da Dois Versos e desde de 2012 pilota o blog "Eu Sou Crespa". Resenhas, tendências, transição, indicação de salões e profissionais, exemplos reais, aceitação e valorização do cabelo natural fazem parte dos temas abordados nesse espaço dedicado aos cabelos crespos e cacheados.!